23.8.10

ASSIM EU SOU

Eu sou mesmo assim:
Anormal!
Gostem ou não de mim,
Não morro por causa de dinheiro,
Não penso nunca no mal.
Faço arte o tempo inteiro.

Sou criança,
Mimada pelo Universo,
A quem amo e faço verso.
Não corro, Não bajulo,
Não peço nada,
Mas a ninguém anulo.

Eu sou mesmo assim,
Gostem ou não de mim.
A música me inspira,
A vida me incita,
Ando na rua,
No mundo da Lua.