29.1.12

SOU CAIPIRA




Sou caipira
Não “sertanejo”
Tenho chapéu de palha
Não country
Uso botina
Não bota cow-boy

Sou caipira
De verdade
Não aprecio “balada sertaneja”
Mas me encanta a música
Que canta à vida com poesia
E formosura sonora

Sou caipira
Com sotaque
A mídia não faz minha cabeça
Mas Jesus, os livros, a vivência
“Ta ruim mais ta bom”
Não tem coerência

Sou caipira
Não empresário
O agro negócio leva soja para o norte
Traz a cana para o sul
Derruba a mata com trator.
Incendeia a Gaia que traz a vida
E eu, não derrubo a figueira
Que trará sombra para meus netos.

Sou caipira
Solidário
Não me incomoda
O veado que come a flor da abobreira
Ele é lindo!
Se a raposa soubesse...
Não precisaria roubar meus frangos
Eu os daria fritos com prazer
Portanto, reparto a abundância
Que a Terra me presenteia.

Sou caipira
Com certeza
Ensino meus filhos
Honestidade, respeito
Não cobiçar as coisas alheias
“Ai se eu te pego”
É frase feia.

Sou caipira
Com orgulho
Amante da natureza
Sou cria do Sol
Cio da terra.


R. Prata