2.5.11

O POEMA QUE NÃO SAI


Quero escrever um poema,
Um poema que fala da vida.
Mas a vida é boa!

Quero falar da dor do existir.
Porém, não vivo desgraças.
Poderia mesmo até fingir,
Pra mim... Mentira não tem graça.

Quero falar de amor
No entanto, minhas paixões
não são daquelas
que se cantem em poemas.

Meu amor é diferente
Não amo nenhuma mulher.
Amo só uma.
Amo meus netos,
filhos e amigos.
Amo meu trabalho,
a vida, o mundo.
Penso mesmo, que amo a Deus.

Quero escrever um poema
Mas é preciso um bocado
de tristeza.
Agora, só posso dizer:
Obrigado meu Deus
Obrigado meu Deus
Obrigado meu Deus
Obrigado...
R. Prata