10.11.16

PERDEMOS TODOS

Em abril deste ano escrevi uma prosa (citada abaixo) e hoje a Lua continua me encantando, o por do Sol alimentando minha alma, inclusive perdi dois quilos a mais além dos 15 que já havia perdido. Contudo, sou Artista Plástico - o elo mais frágil de uma sociedade sem futuro.
Embora, nunca tenha sido morno constato que perdi, junto com todos os brasileiros da classe média e pobre, o direito a uma vida estável.
Perdi graças a manipulação da mídia com a Globo na ponta. 
Perdi graças aos mal informados que tanto estardalhaço fizeram. 
Perdi graças a movimentos financiados por estrangeiros, FIESP, traidores etc.
Perdi pelo ódio disseminado pelos invigilantes.
Perdi a esperança de ver meu país crescendo ainda em vida.
Perdemos todos!
Perdi tanto que minha última boa encomenda aconteceu a três meses e o freguês ainda não veio buscar, não o culpo jamais porque ele também deve estar com dificuldades.
Não podendo mais fazer esculturas para encantar meu futuro freguês, já que não posso gastar minhas últimas madeiras não sabendo quando poderei comprá-las novamente ofereço serviços dentro de minhas condições de realização.
Sendo eu um Artista Plástico desejando trabalhar até o último dia de vida. Neste último mês saio pelas ruas a fim de fazer arte gratuitamente para grupos e pessoas, desde que me dêm o material, busco uma muda de planta para plantá-la no terreno de um vizinho, converso com gente sobre união e solidariedade, faço uns exercícios nas ferragens da praça, medito uns minutos a mais e assim busco a paz e saúde.

POSTAGEM DE ABRIL 2016
A Lua está esplendorosa esta madrugada,
Ao por do Sol, assisto todos os dias
e, nem preciso viajar para vê-lo.
Não compro a prazo,
Nem enriqueço banqueiro com empréstimos;
Vivo do meu tamanho, dia a dia.
Trabalho com afinco todos os dias,
Se o freguês pediu faço a encomenda com todo carinho
e, se não pediu faço obras com amor esperando por ele.
Evito produtos industrializados,
Me alimento só com o que o Criador criou.
Emagreci 15 quilos e me sinto satisfeito.
Não assisto à Globo,
Nem perco tempo com a mídia em geral faz anos,
Portanto, não vivo a crise manipulada com segundas intenções.
Anteontem, exclui todos os que curtiram Bolsonaro no Face
e, gradativamente elimino alienados em geral.
Confesso: É um prazer!
Para ter paz e um pouquinho de felicidade, não é preciso tanto
e, nem dos outros.
Rubens Prata