27.6.15

DISRITMIA

A poesia das minhas palavras fugiu
Fugiu porque me atolei no charco do compromisso
Matando a fome dos meus, tentando curar o que não posso
Fugiu por disritmia, descompasso com o passo do cosmo.
A poesia envergonhada de mim... Fugiu!
Fugiu porque me encarcerei aos apelos daqueles que não pensam senão em coisas
Preocupações miúdas do pensamento amiúde
Dinheiro, casa, trabalho, reparos, comida, vida corrida.
Minha alma desesperada clamava seja! Eu fazia ouvidos moucos
Os anjos bons que repetiam: escreva! Escreva! Foram-se aos poucos
As idéias que borbulhavam nos sonhos esfriaram
Agora,por ironia, só a terrível ansiedade me agonia.
Hoje até a criatividade ficou diminuta
O prazer do trabalho virou cansaço
Tudo demora, tudo me amola
Minha alma está longe, nem me escuta.
Espero que o Universo me redima com esta confissão
Me arrependo sinceramente por querer ser normal
Quero novamente ser o reflexo de minha alma e não do meu cérebro
Quero ser sensação, emoção,
Puro tesão
Amor
O velho Rubão.
Rubens Prata

16.6.15

É PRECISO AMAR AS PESSOAS COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÁ

Extremamente oportuna a frase acima cantada por Renato Russo, pois é exatamente o amor com todas as virtudes que carrega que permitirá um futuro para a humanidade..
É preciso que a população terrestre passe imediatamente de sua adolescência para a idade adulta e, amor é o caminho mais rápido. Amor a si mesmo, amor ao semelhante e aos não semelhantes, Amor à Terra e toda sua diversidade.
Se assim não for não haverá amanhã!
O astro chamado de Elenim, por aqui já passou, Entortou o eixo de Venus em 90º graus, alterou os polos magnéticos da Terra e modificou todos os outros planetas do sistema solar.
Agora esperamos outro astro bem mais gigantesco, o NIBURO (também chamado de Hercólubo, planeta X, planeta Chupão etc) e como diz Nando Reis em sua música: "Quando o segundo Sol chegar e desalinhar a órbita dos planetas..." Os cientistas irão dizer muitas coisas, mas a única coisa que irá realmente valer será o amor que poderemos ter. Digo o amor e todas as virtudes que advém dele como: solidariedade, perdão, responsabilidade, compaixão, tolerância, participação etc.
Desculpe por tirar o pirulito da mão de muitos adormecidos, mas o tempo é bastante curto para crescer.
R. Prata.

O QUE PODEMOS TER, O QUE PODEMOS SER

"O que poderemos ter, o que poderemos ser". Apenas uma frase musical abre tamanha reflexão, pois o que a humanidade intensamente mais deseja e persegue nos dias atuais? Beleza física. riqueza, poder, conforto. Enfim, possuir, possuir possuir!
Com esse parâmetro como ideal, (fruto de manipulação ininterrupta que fazem-nos a milênios) não haverá recursos que sustente a ganância de quem nos manipula e o desejo irrefletido daqueles consumidores que almejam beleza, riqueza poder, possuir etc. Pois é esse o caminho do desassossego e da destruição a que estamos fadados a ter brevemente.
Por outro lado, há outro caminho a ser desejado como o da harmonia, paz, liberdade, inteiração, respeito, solidariedade e sobretudo conhecimento. Sendo este último aquele que pode nos libertar da manipulação da mídia, corporações, governos e trazer os atributos desse caminho a harmonia, paz etc.
Sinto-me compelido a mostrar estes dois parâmetros, já que a continuidade da vida no planeta exige urgentemente uma mudança radical de nossas atitudes perante a vida.
Não tenhamos medo de ser o que nos propusermos ser!
Não tenhamos medo de colocarmos idéias que não são comuns em meio à Matrix na qual vivemos!