29.1.12

SOU CAIPIRA




Sou caipira
Não “sertanejo”
Tenho chapéu de palha
Não country
Uso botina
Não bota cow-boy

Sou caipira
De verdade
Não aprecio “balada sertaneja”
Mas me encanta a música
Que canta à vida com poesia
E formosura sonora

Sou caipira
Com sotaque
A mídia não faz minha cabeça
Mas Jesus, os livros, a vivência
“Ta ruim mais ta bom”
Não tem coerência

Sou caipira
Não empresário
O agro negócio leva soja para o norte
Traz a cana para o sul
Derruba a mata com trator.
Incendeia a Gaia que traz a vida
E eu, não derrubo a figueira
Que trará sombra para meus netos.

Sou caipira
Solidário
Não me incomoda
O veado que come a flor da abobreira
Ele é lindo!
Se a raposa soubesse...
Não precisaria roubar meus frangos
Eu os daria fritos com prazer
Portanto, reparto a abundância
Que a Terra me presenteia.

Sou caipira
Com certeza
Ensino meus filhos
Honestidade, respeito
Não cobiçar as coisas alheias
“Ai se eu te pego”
É frase feia.

Sou caipira
Com orgulho
Amante da natureza
Sou cria do Sol
Cio da terra.


R. Prata

LIBERDADE


Desenho, pinto me enlevo.
Ensaio uma dança,
Esculpo em relevo,
Com alma de criança,

Escrevo e canto,
Com música viajo,
Com flores me encanto,
Com o céu me deslumbro,
Como é lindo este mundo.

R. Prata