7.9.11

HÁ UM ANO

Há um ano,
Não crio novas esculturas
Há um ano,
Não escrevo bela poesia
Há um ano perdi minha veia artística
Há um ano,
Não encontro minha alma
Há um ano,
Perdi minha vida.

Deus meu. Peço-TE,
Devolva minha arte.

R. Prata