25.2.11

SEM PROBLEMAS

Venha ver o por do sol.
Mas, sem os problemas que o dia esqueceu.
Venha
Sem compromissos noturnos,
O amanha a Deus pertence.
Sinta o entardecer
Desarmada,
Sem reservas,
Sem remorsos por aquilo que não fez
Hoje,
Ontem,
No passado.
Esqueça-se,
Seja só alma.
Abebere-se do amarelo
Que estampa a rua,
As casas,
O seu semblante.
É vida,
É luz,
É saúde,
É beleza,
É encanto,
É a criação,
É o Criador.
Nada repara tanto
Nada tão inspirador.
Não é mesmo?
Pois é,
Nem só de Lua vive um poeta.