25.2.11

POUCAS COISAS BASTAM PARA MIM

Não sou consumista,
Poucas coisas bastam para mim,
Nenhum bem material em vista,
Só desejo banhar-me na Jurumirim.

Poucas coisas bastam para mim,
Uma bermuda surrada,
Poucas rosas no jardim,
Boa música, bem cantada.

Poucas coisas bastam para mim,
Um Deus te abençoe meu neto,
Um aroma de jasmim,
Um amigo sempre por perto.

Com Deus, tenho uma aliança.
O beijo da amada,
O carinho da criança,
Um bom prato com salada.

Tenho tudo o que quero,
As goivas, o tronco virgem.
Só saúde eu espero
Para lavrar no tronco a bela imagem.