25.2.11

Há tempos venho me desconstruindo
Arrancando ervas daninhas
Tirando os tabus da minha geração
O medo que os pais me incutiram
O inferno que a religião me propôs
A rigidez que me impus
Os “Tenho que”.