25.2.11

“Não espero verdade absoluta. Mesmo porque a inferioridade humana não é capaz de abrangê-la.”

SEM PROBLEMAS

Venha ver o por do sol.
Mas, sem os problemas que o dia esqueceu.
Venha
Sem compromissos noturnos,
O amanha a Deus pertence.
Sinta o entardecer
Desarmada,
Sem reservas,
Sem remorsos por aquilo que não fez
Hoje,
Ontem,
No passado.
Esqueça-se,
Seja só alma.
Abebere-se do amarelo
Que estampa a rua,
As casas,
O seu semblante.
É vida,
É luz,
É saúde,
É beleza,
É encanto,
É a criação,
É o Criador.
Nada repara tanto
Nada tão inspirador.
Não é mesmo?
Pois é,
Nem só de Lua vive um poeta.
“Meus pais, acho, planejaram uma vida para mim. Mas na verdade, alienaram-me de mim.”

SÓ QUERO VOAR NAS ASAS DE UMA ÁGUIA

Não quero a voz plena da razão
Mas o brilho nas profundezas da alma.
Não quero discussões acadêmicas
Mas o perfume do jasmim
Não quero especialista a mostrar-me o caminho
Mas caminhar com um índio Sioux
Não quero a fórmula descrita pelo professor
Mas enxergar a forma real do mundo das formas de Platão
Não quero viajar para Disney Word
Mas voar na alma de uma águia
“Simplicidade é uma conquista aflorada através do trabalho constante, experiência e exercício da alma.”
Há tempos venho me desconstruindo
Arrancando ervas daninhas
Tirando os tabus da minha geração
O medo que os pais me incutiram
O inferno que a religião me propôs
A rigidez que me impus
Os “Tenho que”.

“Arte? Arte é fundamental!”

POUCAS COISAS BASTAM PARA MIM

Não sou consumista,
Poucas coisas bastam para mim,
Nenhum bem material em vista,
Só desejo banhar-me na Jurumirim.

Poucas coisas bastam para mim,
Uma bermuda surrada,
Poucas rosas no jardim,
Boa música, bem cantada.

Poucas coisas bastam para mim,
Um Deus te abençoe meu neto,
Um aroma de jasmim,
Um amigo sempre por perto.

Com Deus, tenho uma aliança.
O beijo da amada,
O carinho da criança,
Um bom prato com salada.

Tenho tudo o que quero,
As goivas, o tronco virgem.
Só saúde eu espero
Para lavrar no tronco a bela imagem.
“Minha força, minha motivação para a vida provém do amor. Do amor pela Arte, do amor por pessoas.”

PERDI MEU POEMA

Já faz muito tempo,
Perdi meu poema
Agora, de alma vazia,
Vivo um problema,
Encontro eu a palavra
Que ponha fim a esse dilema?
O meu poema anda por aí,
Aposentado,
A vadiar com a brisa de Avaré.
Adormecido,
No ventre de um tronco de grevilha,
Esperando que eu retire dele
Encantadora musa.
Talvez, só talvez...
Volte quando a rosa da calçada desabrochar,
O Ipê amarelo do vizinho florir,
Quando a chuva parar,
O Sol surgir,
Talvez, só talvez...
“Eu me entrego, me rendo à arte nascida do fundo da alma, quando brota da madeira”

VENHAM

Venham as estrelas,
Tragam-me sonhos estelares,
Vem Lua clara iluminar minha alma,
Vem abundância da natureza,
Traga-me mil palavras com beleza
Vem lembranças,
Tragam-me os sonhos de criança,
A curiosidade, a descoberta, o encanto.
Venham amigos,
Tragam-me a prosa e verso.
Venham os anjos,
Encham-me de carinhos e paz.
Venha Universo
Realize meu desejo de escrever, de criar.
Pois sei que conspiras a meu favor.
Venha meu Criador,
Que seja feita vossa vontade.
“O que me traz a maior alegria do mundo é ver a tela branca de um PC com alma aberta e muita inspiração”

VELHOS

Quando a gente fica velho,
Tudo cai
É a lei da gravidade,
Do desgaste,
Do tempo,
Sei lá!

Quando o homem fica velho,
Dizem: “Mija no pé”.
Tudo murcha.
Só barriga cresce,
Fica exuberante.
A próstata, também cresce.

OBSESSÃO INFERNAL

O tempo passou e descobri que:
Não tenho que ser importante,
Não preciso de cartão de crédito,
Não é tão necessário ser macho,
Não é imprescindível falar inglês,
Não preciso mesmo visitar Paris,
Não tenho que ser magro,
Não preciso acumular,
Não preciso ter a mente jovem,
Não preciso de uma mente aberta,
Só preciso da mente que me cabe.
Não preciso ser o melhor amigo do filho
Porque já sou seu melhor amigo com algo a mais;
Não preciso de carro zero comprado a 80 prestações,
Com 60 ele já estará velho;
Não preciso de religião, só de religiosidade;
Não preciso de partido para ser político,
Não preciso ser politicamente correto,
Pois a preocupação em acertar só realça a diferença,
Não necessito disfarçar quando estou triste,
Ficar triste não é feio;
Nem preciso envergonhar-me por ter alegria.

Enfim, NÃO PRECISO DESSA VIDA MODERNA.
“Felicidade acontece quando eu tenho as goivas, a madeira é macia e a inspiração é farta.”