24.1.10

ERA PARA SER ASSIM

ERA PARA SER ASSIM

Tentei consertar,
o que estava para ser assim.
Tentei encontrar,
o que era para fugir de mim.

Tentei levar o burro para sanar sua sede,
quando ele não queria beber água.
Tentei plantar,
quando a terra seca não fazia brotar.
Tentei amar,
quando ninguém tinha nada para dar.

Achei que estava certo,
mas nem cheguei perto.
Busquei longe,
o que estava debaixo do meu teto.
Pensei que fosse esperto

Tentei fazer o que achava correto.
Amei as crianças dos vizinhos.
Os filhos do José, da Maria,
do Paulinho.
Mas quem esperava por mim,
Era meu neto.

Por fim...
Tentei chorar,
quando não tinha lágrimas para derramar.

fiz.

Eu morri, eu renasci
O importante é que eu vivi.

Tinha de ser assim.

Rubens Prata - 2007